Doenças
Copyright SPDV

Cosméticos


1. Introdução
São inúmeras as linhas de cosméticos que se encontram à disposição do público. Pode-se avaliar o impacto da força do mundo da cosmética pelo volume de publicidade inserido no horário nobre das televisões, pelo número de capas e artigos de revistas de grande divulgação dedicados ao assunto, pelo cuidado e qualidade dos locais de venda.

Também prova desta importância foi a constituição do Grupo Português de Dermatologia Cosmética e Estética (GPDCE), secção especializada da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV), que integra dezenas de dermatologistas com especial interesse na área da Cosmética.

Ao Dermatologista compete tratar da pele doente e cuidar da pele sã.
Encontra nesta página alguns aspectos importantes sobre Cosmética. O objectivo é ajudar a compreender melhor a forma de utilização dos produtos e permitir uma escolha mais consciente dos mesmos.

Iremos considerar, numa primeira fase, capítulos referentes a:

Face
*Tipos de Pele
*Princípios do uso dos cosméticos

Cabelo
*Queda de cabelo
*Alopécia areata (peladas)
*Alopécia androgénica (calvície)

Tratamento
*Pitiríase capitis (caspa)
*Cabelo oleoso



2. A Face
A preocupação com a aparência é uma saudável qualidade do ser humano. Permite-lhe manter e aceitar com razoável orgulho e confiança o sentimento de que é próprio e da auto-imagem.
A face é o centro de referencia da imagem corporal e ponto de inegável importância no nível da auto-estima. Constitui pois, terreno fundamental que é indispensável conhecer.


Tipos de pele
Pode utilizar um método simples, mas correcto, avaliando a quantidade de secreção sebácea (sebo/óleo) produzido pela pele do nariz após a lavagem/limpeza matinal. Pode fazer esta avaliação passando o dedo pelo dorso do nariz em diferentes alturas do dia. Assim, se
- sentir pele seca e descamativa, ao longo do dia, até cerca das 17 horas, a pele da face é muito seca;
- pelas 17 horas não houver descamação, mas não tiver sebo, é um tipo de pele seca.
- houver produção ligeira de sebo por essa hora, a pele é normal, mista ou combinada.
- pelo meio-dia a pele estiver oleosa, é um tipo de pele oleosa. - houver oleosidade 1 hora após a lavagem, tem então um tipo de pele muito oleosa.


Quando se fala em pele mista, significa pele normal e avalia-se comparando no fim do dia, a quantidade de sebo produzido no nariz e nas maçãs do rosto.
A pele da face é complexa na sua estrutura e função; diferente de pessoa para pessoa e em cada uma com variações dependentes do tipo constitucional, fototipo, idade, estado de saúde, medicações, hábitos de exposição solar, esfera emotiva (stress) e época do ano. Nas mulheres estão muito ligadas à fase do ciclo que se repercutem sempre na pele. No período que antecede a menopausa (peri-menopausa), estas variações podem ser ainda mais marcadas.
É o entendimento destas variáveis que permite a utilização judiciosa do enorme manancial de produtos que hoje a cosmética põe à disposição do consumidor.


Princípios do uso dos cosméticos A maioria dos produtos de aplicação na pele tem duas componentes
1 - o elemento activo (ingrediente responsável pela actividade dermocosmética anunciada).
2 - o excipiente ou veículo onde se encontra o ingrediente activo, responsável pelo agrado cosmético e mesmo por uma maior ou menor actividade do produto.

A sua utilização correcta é fundamental.
As situações em que a oleosidade ou secura da pele são factores importantes, respondem melhor quando tratadas com produtos contidos em bases apropriadas.
Utilizar um cosmético com um excipiente oleoso num adolescente que esteja a tratar um acne é muito provavelmente estar a anular todo o efeito benéfico do tratamento.
Usar cosméticos e medicamentos de aplicação local de acordo com o tipo de pele é optimizar os resultados.



3. Princípios do uso dos cosméticos
A maioria dos produtos de aplicação na pele tem duas componentes

1 - o elemento activo (ingrediente responsável pela actividade dermocosmética anunciada).
2 - o excipiente ou veículo onde se encontra o ingrediente activo, responsável pelo agrado cosmético e mesmo por uma maior ou menor actividade do produto.

A sua utilização correcta é fundamental.
As situações em que a oleosidade ou secura da pele são factores importantes, respondem melhor quando tratadas com produtos contidos em bases apropriadas.
Utilizar um cosmético com um excipiente oleoso num adolescente que esteja a tratar um acne é muito provavelmente estar a anular todo o efeito benéfico do tratamento.
Usar cosméticos e medicamentos de aplicação local de acordo com o tipo de pele é optimizar os resultados.


4. Regras de utilização dos Cosméticos
HIDRATAR
| Bases oleosas | Produtos sem água |
| Emulsões água em óleo | Bases em óleo |
| Emulsões óleo em água | Bases em água |
| Emulsões sem óleo |
| Álcool e soluções voláteis |
SECAR

Emulsões
O tipo de emulsão encontra-se referenciado na etiqueta do produto que adquirir. Pode estar em siglas A/O (Água/Óleo), W/O (Water/Oil) ou E/H (Eau/Huile), conforme o idioma original, significa que é uma emulsão para pele moderadamente seca.
Se encontrar O/A, O/W ou H/E, significa que está a adquirir uma emulsão para pele normal ou ligeiramente seca. Há produtos desenhados para pele oleosa e/ou acneica, que têm habitualmente a ingredientes isentos de óleo.

Soluções e geles
São produtos isentos de óleo que têm efeito de secar a pele devido à acção de evaporação do solvente. Estão indicados para pele oleosa. As soluções alcoólicas secam mais que as soluções aquosas. Os geles são produtos não oleosos, transparentes, que têm uma acção ligeiramente secante e são utilizados em pele oleosa a normal.

Silicones
São ingredientes derivados do silicone que actuam como hidratantes.
Algumas pessoas têm reacções adversas (alergias/irritações) ao utilizarem estes produtos. Podem aparecer após as primeiras aplicações ou após anos de uso. A pele fica vermelha, com sensação de ardor, comichão ou, na caso de alergia, surgem vesículas com líquido.

Muitas "alergias" não são mais que intolerâncias momentâneas a cosméticos onde o aconselhamento adequado pode obviar incómodos e gastos desnecessárias.
Cabe ao Dermatologista a correcta identificação, aconselhamento e tratamento destes casos.



Doenças
Conselhos de Saúde
Solários: o que são e quais são os riscos?
Verrugas
Pé de Atleta
O Cancro de Pele
Micoses
Lupus Eritematoso
Eczema
Doenças Sexualmente transmissíveis
Cosméticos
Cirurgia Dermatológica
A acne