Doenças
Copyright SPDV

Solários: o que são e quais são os riscos?

Dr.ª Martinha Henrique
Serviço de Dermatologia do Hospital de Santo André, Leiria

Nos últimos anos, têm sido muito os avisos sobre os malefícios da radiação solar excessiva. Todos os anos, no início da chamada “época balnear”, surgem as campanhas de alerta, sobre a exposição solar. Estas campanhas aparecem nos jornais, televisão e, inclusivamente junto, às praias; sendo assim, poucos podem dizer que nunca ouviram falar sobre este assunto.
No entanto, nos últimos anos tem surgido um outro problema: os “Centros de Bronzeamento Artificial”, vulgarmente conhecidos por solários. Mas o que são os solários? A radiação ultravioleta (UV) provém do sol e de outras fontes, nomeadamente os aparelhos que emitem radiação artificial, utilizados para tratar algumas doenças da pele, mas sob controlo médico e com registo das doses de radiação efectuadas.
Os solários são aparelhos que emitem radiação ultravioleta UVA e UVB, pelo que, como fontes artificiais de radiação ultravioleta, são um motivo de preocupação em saúde pública. Assim, o público em geral tem que estar alertado para o problema deste “sol artificial”. Isto porque os frequentadores assíduos de solários têm riscos acrescidos de cancro da pele.
A exposição cumulativa aos raios ultravioleta aumenta o risco de cancro de pele, o que significa que os frequentadores de solários têm um risco acrescido, pois somam a exposição solar natural, com a exposição solar artificial.

Envelhecimento da pele

A exposição solar aguda provoca, a curto prazo, as queimaduras solares, de todos conhecida. Mas, a longo prazo, é o factor (mais importante) responsável pelo envelhecimento da pele, traduzido por rugas e por perda da elasticidade da pele.

As radiações ultravioleta podem, ainda, ter efeitos agudos sobre os olhos, com conjuntivite (inflamação da conjuntiva), queratites (inflamação da córnea) e, também, efeitos a longo prazo, como, por exemplo, o aparecimento de pterigium (excrescência, opaca, branca, fixada na córnea). Os doentes com fotossensibilidade (agravadas pelo sol), tal como o lúpus, não podem fazer solário.

È importante ter em atenção que alguns medicamentos interagem com o sol, pelo que, perante a radiação, podem desencadear reacções cutâneas. Quando se tomam alguns medicamentos, como, por exemplo, anti-depressivos, antibióticos, anti-diabéticos, bem com alguns cosméticos, a pele pode ficar mais fotossensível e, portanto, reduzir o tempo necessário para ocorrer uma queimadura.

Para além destes problemas relacionados com a exposição nos solários, há que ter em conta o fototipo de cada um, ou seja, a classificação dos tipos de pele, em função da sensibilidade a queimaduras por exposição solar. Há 6 tipos de fototipos de pele (I-VI). Esta divisão varia consoante a susceptibilidade a queimaduras e a sua capacidade e bronzeamento.

Assim, os fototipos I e II queimam-se sempre e a sua capacidade de bronzeamento é muito discreta; os III e IV já têm menor capacidade para queimaduras e já adquirem algum bronzeado; Os fototipo V ( pessoas de pele escura) e VI ( pessoas de pele negra), já não sofrem queimaduras e podemos chamá-los de melano-protegidos.
Sendo assim, e com a divulgação de solários espalhados pela centros de estética e Spa, os consumidores devem ter informação sobre este assunto tendo em conta que a utilização de solários deveria estar proibida a:

- Menores de 18 anos;
- Pessoa de fototipo I e II;
- Pessoas com muitos nevus (sinais);
- Quem tenha lesões causadas pelo sol;
- Quem tenha lesões cutâneas malignas ou pré-malignas.

Estas pessoas, e os técnicos responsáveis pelos solários, devem ter atenção à medicação e ao uso de cosméticos dos utentes, tendo presente a necessidade de protecção ocular. Não nos podemos esquecer que somos um “país de sol” e que a nossa radiação natural já é suficiente para o nosso bem-estar.

Destaque:

"Assim, o público em geral tem que estar alertado para o problema deste «sol artificial». Isto porque os frequentadores assíduos de solários têm riscos acrescidos de cancro da pele


Doenças
Conselhos de Saúde
Solários: o que são e quais são os riscos?
Verrugas
Pé de Atleta
O Cancro de Pele
Micoses
Lupus Eritematoso
Eczema
Doenças Sexualmente transmissíveis
Cosméticos
Cirurgia Dermatológica
A acne